Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

20
Fev18

Trabalhar em Recursos Humanos

Miúda Opinativa

Os profissionais de Recursos Humanos são vistos, frequentemente, como pessoas horríveis. Pessoas que deixam os candidatos sem qualquer feedback. Pessoas que não sabem o que querem. Pessoas que só fazem umas entrevistas, que não sabem o que é trabalhar a sério. 

 

Pois eu, enquanto profissional de Recursos Humanos, digo-vos que quem diz isso deveria ficar mas é caladinho. 

 

Trabalhar em Recursos Humanos é marcar entrevistas, bloquear essa hora no calendário e a pessoa não aparecer nem dizer nada - só para depois se voltar a candidatar. 

Trabalhar em Recursos Humanos é receber pessoas em entrevista que não estão minimamente interessadas em trabalhar. 

Trabalhar em Recursos Humanos é selecionar candidatos e eles depois dizerem que afinal não estão interessados. 

Trabalhar em Recursos Humanos é depender de Managers para escolhas finais e eles serem indecisos, o que vai influenciar os nossos próprios KPIs. 

 

Trabalhar em Recursos Humanos é perceber que há pessoas que simplesmente não querem trabalhar. 

 

Então e feedback? 

 

Pois. Eu dou feedback a todos os candidatos que vêm a entrevista - mesmo aqueles que não estavam interessados. Se é um feedback explicativo? Não. Se eu gostava de dar esse feedback mais completo? Sim. Mas infelizmente, não tenho tempo. 

 

Da mesma forma que não tenho tempo para enviar feedback a todos os candidatos cuja candidatura não passa da primeira fase. Porque não, o meu trabalho não é só fazer umas entrevistas. 

 

O meu trabalho é fazer entrevistas, fazer relatórios dessas entrevistas, preencher bases de dados de candidatos e colaboradores, fazer análises de recrutamento e turnover, tratar de admissões, gerir planos de formação inicial, gerir processo de acolhimento e integração, etc. É tratar de tudo o que é necessário tratar e de mais alguma coisa - porque depois, somos também bombeiros, mesmo de coisas que não sabemos nada (tipo IT).

 

Eu gosto de trabalhar em Recursos Humanos. Não foi a minha primeira opção, é um facto, e digo muitas vezes que não fui eu que escolhi esta área, mas foi esta área que me escolheu. É bom saber que conseguimos fazer muitas vezes diferença na vida das pessoas que seleccionamos para determinada função. É bom saber que tornamos o local de trabalho dos nossos colaboradores um sítio melhor para se trabalhar. Mas às vezes é desgastante - como qualquer outra profissão, eu sei. E é desgastante sobretudo porque depois de tudo, ninguém, a não ser nós próprios e mais meia dúzia de pessoas, nos valoriza.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D