Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

24
Ago18

Tempos Modernos

Miúda Opinativa

Este não é um tema novo. Não vou escrever nada que já não tenha sido escrito milhares de vezes, sobre o que já não se tenha reflectido milhares de vezes. 

No entanto... No entanto, muitas vezes, faz-me confusão este mundo em que vivemos. Este Mundo das Redes Sociais. Em que mais importante do que estar, é mostrar-se que se está. Nem é mostrar-se que se esteve... É mostrar-se que se está. 

 

Ontem fui ver o David Fonseca às Festas do Mar, em Cascais. Não sendo uma daquelas fãs que chora pelos seus ídolos, fiquei bastante entusiasmada quando soube que ele ia. Porque, admito, tenho uma crush pelo David Fonseca. 

 

Então ontem lá fui, pronta para dançar, pronta para cantar, pronta para aproveitar. E, de facto, aproveitei. 

 

Mas a dada altura apercebi-me que houve pessoas que viram todo o concerto pelo ecran do telemóvel. Atenção, não estou a dizer que tiraram uma ou outra foto ou que filmaram um ou outro refrão. Não; aquelas pessoas viram praticamente TODO o concerto pelo ecran do telemóvel. Porque mais importante do que ver, de facto, o concerto, é fazer o vídeo em directo para se mostrar que se está no concerto. 

 

E mais importante do que gravar o concerto na nossa memória, é tirar fotografias. Não para as guardar no telemóvel nem tampouco para as publicar a posteriori; não, para as publicar no momento, porque, claro, o importante é mostrar no presente que se está lá, não vá ser atropelada por uma camião e assim ninguém sabe que esteve lá. E isto é parvo, porque enquanto que está à procura do filtro perfeito e se escreve a legenda ideal, não se está a fazer aquilo que, de facto, deveria ter levado ao concerto, que é... aproveitá-lo. 

 

Eu não sou contra as redes sociais, de todo. Acho que podem ser uma ferramenta muito útil e muito gira. No entanto, admito que me faz confusão este seu uso - porque uma coisa que tinha como objetivo unir as pessoas, supostamente, está, afinal, a separar-nos, isolar-nos. 

 

E eu pergunto-me se quem criou estas redes tinha noção, ao criá-las, que isto iria acontecer. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D