Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

22
Jan18

Super Nanny

Miúda Opinativa

Sim, obviamente também vou falar sobre isto. 

E porque é que não falei antes? Porque apesar de só os anúncios me causarem eczema, não quis comentar sem ver o que era. E na semana passada não passei os olhos naquilo. 

 

No entanto, como é óbvio, fui tendo as minhas opiniões sobre o dito programa - mesmo sem o ver. Ainda assim, ontem tentei ver para poder formar uma opinião mais fundamentada. Contudo, aguentei uns espectaculares 5 minutos. O eczema voltou em força e eu decidi que já tinha todo o fundamento para a minha opinião. 

 

Ora bem... Para começo de conversa, faz-me muita confusão que uma Psicóloga de formação, que exerce, se preste a este papel. Sim, o que lhe pagam deve ser muito, mas eu gostava de acreditar que a ética profissional se sobrepõe à conta bancária. E sim, eu sei que ali temos uma "nanny" / educadora, que ali ela não é Psicóloga, não exerce esta profissião, mas a formação da senhora é Psicologia. E isso devia contar para alguma coisa. 

 

Depois, temos a exposição das crianças. E aqui é que a vaca torce o rabo. Se eu acho que se expõe demasiado as crianças? Sem dúvida. Mas são os únicos? Não. Quantos programas é que temos - e tivemos - de exposição exagerada de crianças? Neste momento, temos na TVI o Masterchef Junior (Junior? Não tenho a certeza), um programa aparentemente inofensivo porque as crianças estão ali atrás de um sonho. No entanto, também já vi crianças a sofrerem demasiado porque poderiam ser expulsas do programa (e dá vontade de gritar para a televisão para dizer "criança, tens 10 anos... Isto não é o fim da tua carreira na cozinha!!), também já vi crianças com um espírito competitivo pouco saudável, já vi crianças a serem demasiado mazinhas umas com as outras. Se o programa é interessante? Pode ser. Mas também pode ser exagerado. Por outro lado, temos também um conjunto de pessoas indignadas que não se coíbe de partilhar nas redes sociais momentos íntimos dos seus filhos. Alguma hipocrisia aqui...

 

Então e as metodologias utilizadas? Bom, acho-as estranhas e, no limite, pouco pedagógicas. Sobretudo porque, bem, não existe a privacidade necessária para uma intervenção psicológica séria. Ah, mas claro, isto não é uma intervenção psicológica... Por outro lado, a intervenção não deveria ser direcionada exclusivamente para as crianças. Ok, não sei se é ou não (lá está, não vi o programa), mas estes 5 minutos que vi do programa de ontem fizeram-me perceber que aquela família TODA precisa de intervenção. Uma família teoricamente funcional, aparentemente classe média, casal e dois filhos... Com um problema que existe em muitos lares: vida profissional sobrecarregada, pai não faz nada em casa, mãe faz tudo, cansaço extremo, pai quer descansar e por isso desautoriza a mãe... Enfim. Está tudo errado, a criança é só mais uma parte da equação. 

 

É óbvio o que aconteceu aqui: a SIC estará desesperada por audiências e foi pelo caminho do "falem bem ou falem mal, o que interessa é que falem" (e neste caso, que vejam). Porque, como se sabe, quanto mais polémica houver, mais pessoas irão assistir. 

 

Se acho que o programa deveria ser retirado? Sim. Se acho que a senhora deveria perder a cédula profissional? Óbvio. Mas acho qu nenhuma das duas irá acontecer. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D