Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

05
Jan18

Origem

Miúda Opinativa

Depois de acabar a Fortuna Perigosa, comecei a ler a Origem, o novo romance de Dan Brown, da série Robert Langdon.

 

Este foi o quarto livro desta série que li e a verdade é que isso faz com que já conheça o estilo do autor e já consiga prever os seus passos. A verdade é esta: quando li o Código da Vinci, fiquei realmente surpreendida pelo estilo e embrenhada na história. Sendo adepta de História e tendo estudado pouco antes de ler o livro o Renascimento, a história teve a capacidade de me cativar do início ao fim. Por outro lado, era mais nova e menos exigente. 

 

Com o Anjos e Demónios, e já não tendo o factor surpresa a seu favor, Dan Brown já não me conseguiu captar a atenção da mesma forma. Achei, muito sinceramente, um bocadinho mais do mesmo. Assim, quando o Símbolo Perdido saiu, já não tive grande vontade de o ler. 

 

No entanto, o Inferno, o quarto livro da saga, foi lançado, a minha mãe acabou por comprar uma edição especial do Círculo de Leitores e eu acabei por ler. E gostei, sobretudo pela reflexão que se faz: mundo está sobrepopulado - o que é que se pode fazer para ultrapassar este problema? 

 

Chegamos, então, à Origem, que o meu namorado fez o favor de fazer o download para o Kindle e eu aproveitei a deixa para ler. 

 

O livro tem um tema interessante, é um facto. No entanto, julgo que o autor não foi bem sucedido na concretização da história, por várias razões. Muitos dos diálogos são forçados, não se percebe como é que o Robert Langdon é tão inteligente numas coisas mas para outras é só parvo e a história está cheia de clichés. Por outro lado, fiquei desiludida pelo facto de não se fazer qualquer referência ao que se tinha passado no livro anterior. 

 

No entanto, para mim o pior é mesmo o facto de ter conseguido perceber muito cedo o que é que se estava a passar. Eu gosto de ser surpreendida pelos livros que leio, gosto de suster a respiração, e este não teve essa capacidade. O meu objectivo era acabar para perceber se tinha ou não razão. E quando percebi, na piscina da Casa Amerilla, na Costa Rica, levantei os braços e disse "eu sabia!". Parecia que tinha marcado um golo. 

 

Ainda assim, é um livro que entretém. Numa altura em que eu não quero deixar de ler mas não tenho grande capacidade para ler grandes coisas, este livro cumpriu o objectivo - manter-me entretida e gerar mais um tema de conversa entre mim e o meu namorado. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D