Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

09
Jan18

Lutamos, lutamos. Mas... E depois?

Miúda Opinativa

Na noite dos Globos de Ouro, verificou-se uma manifestação em massa por parte dos convidados. Como se viu, todos eles, e elas (ou quase todos), vestiram-se de preto como forma de protesto contra a discriminação e assédio que se tem vindo a verificar ao longo das décadas em Hollywood... E no Mundo. 

 

E tudo isto é muito bonito e faz-me todo o sentido. Sempre me considerei femininista e também já me envolvi em Organizações que lutam contra a discriminação de género. E é bastante interessante presenciar uma tentativa de alteração de mentalidades e de comportamentos. É importante que tudo isto aconteça e tenho esperança que estas ações tragam resultados positivos - e que um dia tudo isto seja estudado em História. 

 

No entanto... Como é que as mentalidades se podem mudar se se continua a assistir de forma mais ou menos passiva aquilo que se faz com jovens atrizes como a Millie Bobby Brown?

 

Conforme se pode ver na sua página IMDB, a atriz tem 13 anos. Tornou-se conhecida com a série Stranger Things (muito boa), que estreou quando a atriz tinha 12 anos. 

 

Aos 12 anos, apesar de as raparigas quererem ser crescidas, ainda não são. Têm 12 anos. E a indústria deve tratá-las como aquilo que são: pré-adolescentes, com o corpo e a mente ainda a desenvolverem-se, e não como mini-mulheres.  

 

 

Esta foto foi tirada em 2016, na entrega dos Emmys. Acho um vestido demasiado pesado para uma miúda de 12 anos (eu tenho 28 e não o usava), mas penso que os apontamentos dos pássaros lhe dão uma certa graça. Percebo o objetivo - era uma cerimónia dos Emmys, uma gala, e a verdade é que é difícil vestir "adequadamente" (seja lá isso o que for) uma miúda de 12 anos. Já não é uma criança, mas também não é um adulto... É tricky. E apesar de achar o vestido demasiado pesadão, pelo menos não a sexualiza de forma desadequada... 

 

No entanto, mais à frente a situação começa a mudar de figura. 

 

 

Aqui está uma miúda de 12 anos super pintada e com aquela boca meio entre-aberta... Objetivo? Não sei. Se calhar sou eu que embirro com esta expressão, mas parece-me má para uma miúda de 12 anos. 

 

E entretanto chegámos aos Globos de Ouro de 2018 e eu gostava de saber quem é que achou que era boa ideia pintar uma miúda de 13 anos desta maneira: 

 

 

Ver esta foto faz-me mesmo confusão. O que se passou naquela cara? No que é que a estão querer tornar? O problema é que não nos ficamos por aqui... Fazendo uma pesquisa pelo Google, aparecem demasiados resultados (se fosse apenas 1 já era demasiado) de uma miúda de 12/13 anos super produzida, com poses meio forçadas e com roupa demasiado adulta. 

 

Reparem... Eu não sou paternalista. Não acho que uma pessoa de 12/13 anos seja uma criança. Mas também não é uma adulta e, portanto, não deve ser tratada como tal - por mais que aos 12 / 13 achemos que sim, somos super adultos. 

 

E o problema da indústria também começa aí: quando sexualizamos miúdas de 12 anos. Quando exigimos que estas miúdas se produzam como as suas colegas e 20/30 anos para se tornarem "atrativas". Que façam produções fotográficas onde usem soutiens que lhes aumentam o peito. 

 

Isto é, também, um problema. E que sim, só afecta as raparigas. Vendo os colegas de elenco na cerimónia, pelo menos nas fotos disponibilziadas, vemos rapazes a serem rapazes. Não vemos ninguém com implantes de barba - nem tal faria sentido, não é?

 

Então porque é que se exige que miúdas de 13 anos pareçam que têm 25? 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D