Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

12
Set18

Fazes falta.

Miúda Opinativa

Há um ano percebi que o Luto, para além de um processo, é um verbo. Porque lutamos, todos os dias, para continuar.

 

Há um ano, a vida que conheci durante 28 anos acabou. Desengane-se quem pensa que a morte só leva a vida de quem morre - na verdade, a morte leva a vida como foi conhecida de quem cá fica. Como não? De repente, tudo aquilo que conhecemos é transformado; de repente, pontos de referências, certezas para a vida e projectos futuros são eliminados para sempre.

 

Há um ano, a minha vida, como a conheci durante 28 anos, terminou. Há um ano, iniciei uma nova vida, num mundo que mais parecia, muitas vezes, uma realidade alternativa, um universo paralelo. E sendo um universo paralelo, dei por mim a fazer coisas incompatíveis comigo, com aquilo que sou. Dei por mim a falar com um Deus em que não acredito e a negociar com Ele para que tudo isto fosse um sonho mau. Dei por mim a acreditar que a morte não é o fim da Linha e que estás em algum lugar a olhar por nós e a assistir às coisas boas. Dei por mim a imaginar o que estarias a pensar e a fazer se, efetivamente, a morte não fosse o fim da Linha. Dei por mim a falar com uma pessoa que já cá não está, a zangar-me contigo e a fazer as pazes contigo, num loop vertiginoso. Dei por mim a imaginar que estavas comigo em determinados momentos e a pensar no que me dirias. A pensar que me incentivarias, me darias os parabéns ou gozarias comigo. A pensar que me pedirias desculpa. No entanto, por mais que tenha acordado dias e dias seguidos a pensar “isto não aconteceu”, a realidade tratava-se de me mostrar que sim, que tinha acontecido. Que tu nunca mais ias estar por aqui a gozar comigo ou a incentivar-me a fazer mais e melhor e a acreditar mais em mim do que eu.

 

A realidade foi - é - lixada. Porque aconteceu. Porque morreste, suicidaste-te e nós ficámos por aqui, a apanhar os cacos. A vida tem seguido, tem rolado, com coisas boas a acontecer. Mas a tua falta é sentida em todos os momentos.

 

Prometes que olhas por nós?

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D