Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

26
Set18

Dilemas internos

Miúda Opinativa

No outro dia conversava com os meus pais sobre o meu maior dilema interno - permanecer ou não no meu trabalho.

 

Eu gosto do meu trabalho. Gosto do que faço - apesar dos pesares e de querer fazer mais -, gosto da empresa - apesar das limitações -, gosto do ambiente, das iniciativas, gosto do meu chefe e gosto da maioria dos meus colegas e das pessoas com quem trabalho mais proximamente. Além disso, julgo que as pessoas gostam do meu trabalho e de mim. O que é fundamental.

 

No entanto, há o outro lado da moeda. O lado que me paga mal para aquilo que o mercado está, em teoria, a oferecer. O lado que me faz perder, à vontade, três horas em commuting. O lado que me faz acreditar que, independentemente da qualidade do meu trabalho, não terei grande possibilidade de evoluir.

 

E tudo isto aborrece-me. Porque ando cansada de andar para trás e para a frente e de parecer que metade da minha vida é perdida em transportes. Porque quando olho para o futuro, não gosto de me imaginar, daqui a 1 ano, a fazer praticamente o mesmo que estou a fazer hoje - que é praticamente o mesmo que fazia há 1 ano.

 

Eu quero mais. Eu preciso de mais. Preciso de uma função e de tarefas que me desafiem. E sim, preciso de perder menos tempo da minha vida em commuting.

 

Mas admito que o facto de gostar da minha empresa, do ambiente, do meu chefe e dos meus colegas me faz querer lá ficar. Me faz querer estar mais tempo com aquelas pessoas, trabalhar mais com elas e desenvolver mais iniciativas para elas e com elas.

 

Enfim, obviamente que uma possível mudança de trabalho não dependerá só de mim; no entanto, a qualidade da procura de emprego sim, depende. E essa está condicionada por este dilema interno:

 

Quero realmente mudar? Quero realmente mudar já?

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D