Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

29
Mar18

Acordámos e...

Miúda Opinativa

O Facebook tinha ido abaixo.

No telemóvel, ao carregar na aplicação, o meu mural tinha desaparecido. Num primeiro momento, pensei que o problema fosse do meu telemóvel (estúpido do iPhone, que já está a passar da validade). Mas depois, ouvi uma colega dizer que não tinha conseguido ir ao Facebook naquela manhã. Estranho, eu também não! Fui à internet e qual não é o meu espanto quando ao ir à rede social mais famosa do mundo, aparece uma mensagem de erro. Dizia "serviço indisponível". Wait, what? 

 

Passado um pouco, começa-se a falar sobre isso nas notícias. É notícia de última hora. O Facebook sofreu shutdown. Face à polémica das últimas semanas, desligou-se a rede social. Temporaria ou permanentemente, ainda não se sabe.

 

Depois, começa-se a falar sobre isso no escritório. Há quem concorde. Há quem ache indiferente. Há quem pense "vou fazer um post sobre isso" e depois percebe que não vai ser possível porque, lá está, o Facebook foi abaixo.

 

Então e agora? O que é que vai ser dos milhares de pessoas que partilham diariamente a sua vida no Facebook??

 

Nos últimos tempos, muitas críticas têm sido feitas ao Facebook e muitos se têm espantado por a informação que ali colocam ficar para sempre na sua base de dados. Muitos se têm indignado e assustado com isso. E a minha questão é: qual é o espanto? Qual é a surpresa?

 

O que é que precisamos para compreender que aquilo que colocamos na rede não desaparece? Se é assustador e indigno que essa informação seja depois utilizada para questões como as eleições americanas? Sim, sem dúvida, e com essa crítica eu concordo. Mas acham mesmo que a informação que colocamos na rede algum dia vai desaparecer?

 

Se eu acho que eles são "culpados" por guardarem essa informação? Não acho nem deixo de achar. Se calhar sim, é questionável. Mas não somos nós que optamos por a colocar lá? Não somos nós que optamos por nos expôr? Não sejamos ingénuos, então. Não nos indignemos só para ficar bem na fotografia. Imaginem que o Facebook era desligado como na minha pequena e parva história - como é que reagiriam? Como é que os vossos pares reagiriam?

 

Sejamos honestos: este problema, de partilha e arquivamento de dados, é um problema geral, do qual somos todos culpados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D