Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Vacinação

por Miúda Opinativa, em 18.04.17

Eu não tenho filhos e, muito sinceramente, não sei se os vou querer ter alguma vez. Gosto muito dos meus sobrinhos - até já fui nomeada a "tia maluca", que era o meu objectivo -, mas ainda não tive esse chamamento maternal (e ainda bem, que tendo em consideração a conjuntura, acho que nunca vou ter condições para ter filhos. Mas pronto, essa é outra questão).

 

Assim, abstenho-me, muitas vezes, de dar algumas opiniões acerca de determinadas questões. Aliás, a verdade é que, para muitas situações, nem sequer tenho uma opinião. Uma grávida a fazer desporto? Ela que faça - se o faz é porque se sente bem. Uma grávida a comer sushi? Ela que coma - acredito que se o faz, é porque tem o consentimento do médico.  Acredito que, na maioria das vezes, as mães e os pais querem os melhores para os seus filhos e se fazem desporto, comem sushi ou fazem o pino, é porque essa foi uma decisão ponderada. Provavelmente, saberão aquilo que há para saber sobre as situações e, portanto, não precisam da minha opinião. Por outro lado, se se estão a marimbar e fumam 1 maço de cigarros durante a gravidez, também não é a minha opinião que as vai fazer mudar de ideias.

 

No entanto, há outras situações em que sim, tenho opinião e muitas vezes, muito fundamentalista. Uma delas é a vacinação. Se há coisa que me enerva, mesmo muito a sério, são aquelas pessoas que decidem que não vão vacinar os filhos. Não, aí não admito "a mãe (ou o pai) é que sabe". E não, não vou pedir desculpa a quem não concorda comigo. É que graças a essas personagens têm existido situações muito complicadas. Como esta, aparentemente.

 

Vamos lá ver uma coisa - sim, as vacinas podem ser um negócio. Mas as vacinas salvam, literalmente, vidas. Salvam as vidas das crianças vacinadas e da comunidade. Não é apenas a vida da criança não vacinada que fica em risco - é também a vida de quem está à volta da criança. Pergunto-me, muitas vezes, o que passa na  cabeça destes paizinhos e mãezinhas tão "pós-modernos", inovadores, disruptivos - ou, apenas, estúpidos. O que é que passa na cabeça deles? O que é que pensam que vai acontecer às suas crianças? Segundo esta reportagem do Observador, as mães optam por não vacinar as crianças porque não se confia nas vacinas, questionando-se a sua composição e receando-se que sejam tóxicas. Existirão, também, estudos que relacionam a vacina do sarampo com problemas intestinais e com o aparecimento do autismo. Isto é para rir, certo? Vacinas tóxicas que podem fazer mal às crianças? Mas o que é que esta gente anda a fumar? A sério, é que se é para viver numa realidade alternativa, então também quero. E a história do autismo, então... Isto é grave.

 

É grave uma mãe dizer que "prefere que o filho tenha a doença [que até pode matar - pormenores] do que a vacinana", porque "o sistema imunitário deve travar uma batalha sozinho". A minha questão é - se estas pessoas estiverem doentes, também não vão ao médico?

 

A não vacinação é uma moda estúpida - mais estúpida que os selfie sticks -, e para mim, os pais que optam por isto deviam ser acusados de negligência.

 

Sim, os pais é que sabem, mas se os pais não querem vacinar os filhos, então os pais não sabem nada.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


7 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 18.04.2017 às 10:15

Eu não percebo... sinceramente! Porque não vacinam as crianças!? pode ser um negócio, ninguém o nega, mas estão muito mais protegidas...

Eu tive a vacina, e mesmo assim tive sarampo, papeira, rubéola... Só que, lá está, por ter a vacina, os efeitos secundários foram muito melhores... Não me lembro do sarampo e da rubéola, tive-os muito novinha, mas lembro-me bem da papeira, com 12 anos, parecia que ia morrendo... estive uma semana em que apenas vomitava e só conseguia comer maçãs ácidas, e isto com a vacina... imagino o que passaria se não a tivesse tomado!
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 18.04.2017 às 10:59

Felizmente, parece-me que ainda há mais pessoas que não percebem do que aquelas que percebem.

Para mim, são pessoas que têm memória curta, são pessoas que querem ser muito diferentes, muito modernas, muito avançadas, muito zen. Mas que se esquecem que podem ser zen e que podem transmitir esse lado mais zen às crianças através, sei lá, do yoga. Ponham musica calminha no carro, ponham incenso em casa, não vão ao McDonald's com os seus anjos. Mas, por favor, vacinem-nos. As vacinas não são um bicho papão!

Fiquei espantada com o teu caso, sinceramente. Isso é que foi um historial de doenças! Ainda bem que os teus pais foram uns irresponsáveis que te vacinaram (ironia ;) ) :)
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 18.04.2017 às 11:01

Eu acho que tive tudo a que tive direito em pequena... LOL, o pacote completo das doenças, incluindo a varicela e escarlatina! LOL
Já a minha irmã só teve varicela... e tomou exatamente as mesmas vacinas que eu... enfim, acho que tem a ver com a ruindade! Ahahaha
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 18.04.2017 às 11:11

Até escarlatina? :O Depois de ter lido as Mulherzinhas, fiquei sempre com receio da escarlatina - embora saiba que agora já não é tão perigosa, ah ah ;)

Eu também só tive varicela. Apesar de ser azarada, sou um bocado resistente em relação a doenças. Só tomei antibiótico duas vezes, sendo que a primeira foi em Dezembro de 2015 ('cause I'm strongerrrrrr :P ). Lá está, tem a ver com a ruindade - eu sou tão má tão má, que nem os bichos querem saber de mim! :P

Mas depois, quando fico doente, fico mesmo a sério. E com a varicela isso aconteceu. Eu acho que não houve nenhuma parte do meu corpo que tenha escapado e até a passei à minha irmã que tinha meses, ah ah!
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 18.04.2017 às 11:14

Não, agora já não é emsmo tão perigosa.. na altura sim, e felizmente que não me lembro das doenças, tirando a papeira, apenas tenho as fotos que comprovam as mesmas, incluindo no meu batizado, que estava com varicela, linda!

Pois, tem a ver com o sistema imunitário, o teu é ótimo! Ainda bem! =) Quando ficas doente, ficas mesmo doente, mas são raras as vezes!
Sem imagem de perfil

De De Olha! a 29.04.2017 às 20:12

Sou muiiito mais velha que tu, e também não tenho filhos.
Sou tia, mas ao contrário de ti, ainda não me nomearam (que eu saiba) a "tia maluca" e também é um objetivo, pois claro!
Para que servem tias assim?
Quanto há vacinação, partilho da opinião que deveria ser obrigatória.
Fossem quais fossem as modas, crenças e afins dos pais.
Nada se sobrepõe aos direitos humanos.


Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 30.04.2017 às 11:31

Verdade. Escrevi este texto antes da morte da adolescente, que veio apenas corroborar tudo o que foi escrito e comentado por aqui... E não percebo como existem pessoas que pensam o contrário. Não percebo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D