Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

01
Mar16

Berlim

Miúda Opinativa

Afinal de contas, estar com demasiado tempo livre não siginifica que não tenha nada para fazer. E por isso nem opiniões nem postas de pescada.

 

Um dos meus afazeres da semana passada foi ir a Berlim. Viagem marcada já há uns meses e que veio, agora, mesmo a calhar.

 

Foram 3 dias intensos, de muito andar, para cima e para baixo, de um lado para o outro. Foram dias fisica e psicologicamente exigentes. Fisicamente pelo esforço que tanta caminhada exige, claro. E psicologicamente por toda a História que aquela cidade carrega. Pela responsabilidade, pela culpa, pelas homenagens.

 

É uma cidade antiga, com muitos séculos de história, mas que, como todos sabemos, teve um século XX particularmente pesado. E andar por ali, ver onde tanto aconteceu, é interessante e enriquecedor. É um murro no estômago, também.

 

Dos vários murros do estômago destaco a "Topografia dos Terrores", um museu que nos mostra, de forma crua, os horrores nazis. Em Berlim não se esconde nada do que aconteceu, do que se fez - muito pelo contrário. Em Berlim (e, penso, um pouco por toda a Alemanha), optou-se por se construir locais de lembrança - locais cujo objetivo (ou um dos objetivos) é, precisamente, fazer lembrar às gerações que não viveram o fascismo alemão que o fascismo alemão, o nazismo, aconteceu. As atrocidades que foram cometidas. Para que não se repita (não sei se estarão a ser muito bem sucedidos, mas enfim...).

 

Destaco, também, o Memorial dos Judeus Mortos na Europa (ou Memorial do Holocausto)... É uma construção brutal, com uma simbologia fortíssima. Vale muito a pena passar por lá e absorver toda a experiência que nos proporciona.

 

Em Berlim, como disse, não se esconde o que aconteceu - tem monumentos, tem alertas, tem memoriais, tem museus -, para que a História não se repita. Temos que nos lembrar, e lá impossível não esquecer. E faz-nos pensar na nossa "História", naquilo que está a acontecer atualmente na Europa, por exemplo, e que estamos a deixar acontecer. Derrubámos um Muro em 1989, escreveu-se nesse muro "não vamos deixar acontecer outra vez", e 27 anos depois, estamos a construir mais muros. 70 anos depois do fim da II Guerra Mundial, 70 anos depois da perceção real do que aconteceu aos judeus, da vergonha de se ter deixado que isso acontecesse e da promessa que isso não voltaria a acontecer, estamos a deixar que outros povos sejam exterminados.

 

Vamos pensar sobre o assunto? Vou tentar.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D