Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

10
Mai17

Quando a vida muda. Uma e outra vez.

Miúda Opinativa

Há umas semanas, escrevi aqui, a propósito de ter andado mais ausente, que a minha vida tinha dado mais uma volta. Escrevi, também, acerca da sorte, ou falta dela, e acerca da relação dos Millenials com o mercado de trabalho. Nada disto foi por acaso e esteve tudo relacionado.

 

A questão é que, há um mês, fiquei desempregada. Tinha um contrato de trabalho, já estava efectiva, mas nada disto importa quando o grupo empresarial a que pertence a empresa onde se trabalha decide terminar o projecto em que estava envolvida e, portanto, o posto de trabalho é extinguido.

 

Pardon my french, mas foi uma merda.

 

Mas não é sobre o desemprego que vou escrever. Até porque, felizmente, fui seleccionada para um novo "projecto profissional" e bem, à hora a que este post for publicado, eu já estarei na minha nova empresa :)

 

Este post é sobre a falta de respeito que existe em quem recruta. Dizem, quando vamos a entrevistas, que "dão sempre feedback. E peço-lhe, por favor, que caso a sua situação se altere, que também nos diga alguma coisa". E isto é só estúpido. Porque, na maioria das vezes, não dão feedback a ninguém. E enerva-me, MESMO, que encham o peito para dizer que dão feedback quando ambos sabemos que isso não vai acontecer. E enerva-me ainda mais que ainda tenham o desplante, sabendo que eles próprios não vão dar feedback, que peçam para que nós digamos alguma coisa caso a nossa situação se altere. Como se nós importássemos realmente para eles.

 

Agora que fui seleccionada para um novo projecto, é suposto eu ligar para todos os sítios onde fui a entrevista e dizê-lo? Imagino que ficariam meio abananados por nem saberem quem eu sou. Por pensarem "mas porque raio esta está a ligar?". Sentir-me-ia meio ridícula por imaginar, depois de eu desligar a chamada, que iriam gozar com a minha cara.

 

Sei que nem todos os profissionais de Recursos Humanos são assim... Eu não sou assim (sim, a minha área é Recursos Humanos). Mas é extremamente frustrante. Mesmo.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D