Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Overbooking

por Miúda Opinativa, em 21.04.17

Tinha um texto sobre o overbooking, aquando da polémica da America Airlines, guardados nos rascunhos. Não o terminei (e por isso não chegou a ser publicado), mas decidi que era hoje que vinha cá para fora. Porque apesar de a polémica ser "so last week", esta questão do overbooking não é. É actual e, na minha perspectiva, preocupante.

 

Para mim, a justificação do "não perder o dinheiro das pessoas que marcam o bilhete mas que nunca chegam a embarcar" não me parece razoável. De todo. Porque hoje em dia, a maioria dos voos não são reembolsáveis - ou seja, mesmo que eu compre uma viagem e não chege a embarcar, a companhia aérea nunca irá perder o dinheiro. Isto não é uma forma de as companhias garantirem que não perdem dinheiro - isto é uma forma de as companhias ganharem ainda mais dinheiro, pondo em risco uma série de questões.

 

No meu antigo trabalho, eu tinha que marcar viagens para pessoas que iam emigrar. Muitas dessas viagens nem sequer eram directas (porque eram pessoas que vinham das Ilhas e faziam escala em Lisboa, por exemplo). A data da viagem não era definida por acaso, uma vez que depois da viagem, as pessoas iniciavam uma formação no país para onde iam. Assim, depois de marcar a viagem, eu informava os meus colegas desse país, que tinham que ter tudo pronto para a chegada dessas pessoas.

 

Felizmente, nunca aconteceu uma situação de overbooking. Mas o que aconteceria se, por exemplo, a pessoa viesse da Madeira e depois em Lisboa não conseguisse embarcar? A Companhia até poderia marcar um hotel, tudo muito bem e bonito, mas e depois? E se a pessoa não conseguisse chegar a tempo da formação?

 

Se eu mandasse no Mundo, acabava com esta história. E só espero que amanhã não me aconteça. Porque amanhã vou, finalmente, para Oslo

 

Farvel og til min tilbake! (que, de acordo com o Google Translate, significa "Adeus e até ao meu regresso!") 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


6 comentários

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.04.2017 às 10:06

O "Overbooking " é mais que comum. Além disso a IATA tem regras bem específicas em relação a esse aspecto e que acautela os direitos dos passageiros nestas situações.
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 21.04.2017 às 11:05

Acho que o facto de ser "mais do que comum" não o legitima. Infelizmente, o que não faltam são práticas mais do que comuns que são condenáveis.
Por outro lado, por mais que existam regras que acautelem os direitos dos passageiros, acho que nenhuma dessas regras conseguirá evitar certos transtornos, por vezes muito complicados, que poderão surgir como consequência do overbooking ;)
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 21.04.2017 às 12:12

A prática de overbooking não é ilegal, pelo menos na grande maioria dos países…
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 21.04.2017 às 11:07

A mim sinceramente também não e parece muito razoável.. Nunca me aconteceu, mas as ciagens não são baratas, pagar mais de 100€ para viajar e depois ficar em terra?!
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 21.04.2017 às 11:19

Exacto! Supostamente, retribuem o valor do voo (pior seria!), mas e os outros constrangimentos? E as pessoas que têm mesmo que voar em determinado dia e hora? "ah e tal, mas se um vulcão entrar em erupção também não voas". Pois, mas isso é por uma razão que o Homem não pode controlar... Esta questão é controlável! Não faz sentido.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 21.04.2017 às 11:23

Pois, só que se esquecem que existe uma série de coisas articuladas: hóteis, reuniões de trabalho, etc.... Para mim não faz sentido nenhum.. até porque se a maioria já pagou o voo, se não aparecerem, melhor para a companhia!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D