Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

03
Mai17

Oslo #1: Porquê esta cidade? Como lá chegámos? Onde dormimos?

Miúda Opinativa

E vai começar a série de Posts relacionados com Oslo.

 

Para não fazer um post demasiado grande, acho que vou fazer render o peixe. Assim, vou fazer um post para cada dia em que lá estive, o tal roteiro e, no final, o último post será sobre a minha impressão sobre a cidade e sobre os noruegueses. Espero que gostem :) Mas dêem-me um desconto, não esperem uma coisa espectacular, porque isto é algo que nunca fiz ;)

 

No dia 22 de Abril, lá fui com o meu namorado, às 7 da manhã, para Oslo.

Era uma viagem que estava marcada desde Fevereiro e que calhou agora que nem ginjas. Porque às vezes precisamos mesmo de sair, de mudar as rotinas, de espairecer.

 

Oslo não foi a primeira opção. A primeira opção era Escócia, também nesta altura, mas tendo em consideração o tipo de viagem que queríamos fazer (não queríamos ir apenas a Edimburgo; pelo contrário, queríamos fazer mesmo a Escócia de carro alugado, fazer várias paragens, ir às Terras Altas...) e o objectivo que temos (ou tínhamos) em fazer uma viagem deste género ainda este ano mas à Islândia, seria complicado, financeiramente, comportar ambas. Então, acabámos por "decidir" Oslo.

 

E porquê Oslo?

Porque é uma cidade nórdica e, portanto, diferente daquilo a que estamos habituados. E porque o meu namorado, ao contrário de mim, é um rapaz muito viajado e já foi a quase todas as capitais europeias. Apesar disso, ainda considerámos a hipótese de Amsterdão e vimos alguns voos para Oslo e para Estocolmo. Tínhamos em cima da mesa, então, 3 cidades. E como decidimos? Não decidimos. Tirámos à sorte e saiu Oslo XD

 

Marcámos avião (TAP) e casa no Airbnb. Arrendar uma casa foi a melhor opção, porque nos permitiu ter cozinha, onde preparávamos sandes para irmos comendo durante o dia, e onde jantávamos. Num hotel, para além de ficar mais caro, não o conseguiríamos fazer. E um hostel até poderia ficar mais barato, mas nem sempre é possível cozinhar. E a casa, apesar de pequena, era fixe e tinha tudo o que precisávamos. E a verdade é que uma casa permite-nos um conforto e um à-vontade que não se tem num hotel nem num hostel.

 

De forma a irmos do Aeroporto de Oslo para a casa, acabámos por comprar, também em Portugal, bilhetes para o autocarro da empresa Nor-way Bussekpress. Perguntámos ao nosso anfitreão qual seria a melhor forma de irmos para casa dele e foi essa a opção que ele nos deu. Existem outros meios de transporte (comboio, metro), mas para aquela zona, o melhor foi mesmo este autocarro, porque uma das paragens ficava a 1 minuto de casa. Poderíamos ter comprado os bilhetes na hora; contudo, ao termos optado por os comprar antecipadamente, ficaram francamente mais baratos. Assim, comprámos, ainda em Portugal, e mais de um mês antes de irmos, os bilhetes para irmos do Aeroporto de Oslo para a zona da casa e para voltarmos para o Aeroporto.

 

A viagem de autocarro, que durou cerca de uma hora, foi bastante tranquila e serviu-nos não só para termos um primeiro contacto com a cidade como, também, para dormirmos e descansarmos um pouco. Tínhamos acordado às 5 da manhã, ainda ficámos no aeroporto uma hora à espera do autocarro (os autocarros saem de hora em hora) e estávamos meio KO.

 

Mas serviu-nos, sobretudo, para percebermos que apesar de a viagem ter sido comprada por vontade da sorte, foi um óptima opção ;)

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D