Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Genius

por Miúda Opinativa, em 29.06.17

Há umas semanas, comecei a ver o Genius, a série da National Geographic sobre a vida de Albert Einstein. Tenho andado para escrever sobre ela, mas decidi que só o iria fazer depois de ver o último episódio. Visto o último episódio, já posso então dizer "que série espectacular".

 

Mesmo.

 

Todos nós sabemos quem foi Einstein. Todos nós sabemos a sua importância para o desenvolvimento do conhecimento científico. Todos nós sabemos que desenvolveu Teoria da Relatividade (embora a maioria de nós não consiga perceber o que é isto da Teoria da Relatividade) e que foi o seu génio que levou à criação da bomba atómica.

 

Mas o que se calhar nem todos conhecemos é a sua vida. Há pessoas assim: pessoas cujo contributo é tão grande que quase nos esquecemos que são pessoas normais e que, portanto, deverão ter vidas e crescimentos relativamente semelhantes dos das outras pessoas.

 

E foi isso que aconteceu com o Albert Einstein. Eu não fazia ideia que ele tinha sido casado e que tinha dois filhos. Eu não fazia ideia que ele era ligeiramente mulherengo. Eu não fazia ideia de muita coisa da vida dele que o tornam, afinal, mais mundano. 

 

E é bom que uma série tenha a capacidade de nos mostrar este outro lado desconhecido. É muito bom, na verdade.

 

A série é muito interessante. Muito bem representada e muito bem contextualizada. Passando-se em anos tão importantes para a História mundial, tem o condão de nos conduzir por esses anos e percebermos como uma série de coisas se relacionam. Para além disso, aparecem outros cientistas conteporâneos a Einstein, permitindo-nos compreender como, afinal, todos eles se conheciam e como as suas próprias histórias se cruzam. Muito muito interessante.

 

Aconselho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


10 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 29.06.2017 às 10:15

Penso que é uma das lacunas no nosso ensino: focamo-nos apenas nos feitos grandiosos de cada um, e devíamos perceber um pouco mais da sua vida, até seria mais fácil associar os nomes às descobertas..
Beijinhos
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 29.06.2017 às 23:17

É verdade... Acho que o nosso ensino deveria proporcionar a possibilidade de descoberta. Apresentar os factos e depois permitir que os alunos explorassem para lá dos factos... Enfim, a verdade é que isso exigiria uma grande mudança, mas podemos sonhar.. .;)
Imagem de perfil

De Happy a 29.06.2017 às 11:15

Eu também comecei a ver há poucas semanas. Tive de ver 4 ou 5 de seguida porque estava quase a passar "os 7 dias" e adorei.
Pelos motivos que apresentas. Pela vida que teve, pelas dificuldades que enfrentou, pelo seu desânimo em ter ficado irremediavelmente ligado à bomba atómica, quando ele era um pacifista e anti-armas.
Muito bom mesmo.
Pena ter passado na National Geografic, e não num canal nacional...Mas esses já sabemos, estão tomados exclusivamente por telenovelas e reality shows
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 29.06.2017 às 23:18

É tudo isso que dizes!
Eu acho que esta série, a história dele, são a prova de que o Conhecimento é mesmo a arma mais poderosa que temos. Porque é esse Conhecimento que leva à criação de bombas atómicas e, bem, à descoberta de curas para doenças.

Imagem de perfil

De Marta a 29.06.2017 às 14:01

Tinha ficado curiosa só pelas publicidades das paragens de autocarro, que acho que estão absolutamente geniais - até nisso, o nome da série assenta bem! Vou espreitar, sobretudo pela parte de ser mulherengo! ahahah obrigada pela sugestão!
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 29.06.2017 às 23:19

Vê que vale muito a pena :)
Imagem de perfil

De T. a 30.06.2017 às 01:20

Eu fascinei-me pelos 1 episódios...os ultimos ja não gostei tanto! Falta-me ver o de hoje!!!! Vamos a ver como corre (acho que é o ultimo :()
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 02.07.2017 às 13:36

Sim, é o último... Suponho que já o tenhas visto, mas não vou dar opinião para o caso de não teres visto e spoilar ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.07.2017 às 15:34

Sim já vi! Acabo por achar que teve uma vida um bocado triste não é? coitado
Imagem de perfil

De Miúda Opinativa a 03.07.2017 às 22:04

Também não acho que tenha tido uma vida triste. Acho que, como qualquer outra pessoa, teve derrotas e conquistas. Porque apesar da genialidade, foi um ser humano como todos os outros que cometeu erros (tendo tido que lidar com eles) e atingiu feitos - pessoais e profissionais. Acho que é isso que torna esta série maravilhosa: porque mostra-nos que apesar do E=MC^2 (seja lá isso o que for), ele foi uma pessoa igual a tantas outras.

Claro que a "frustração" que a bomba atómica lhe causou terá sido maior que a frustração que nós sentimos quando o nosso trabalho não corre como nós queremos; no entanto, não acho que isso tenha tornado a sua vida infeliz...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D