Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

06
Jun17

Desporto

Miúda Opinativa

Eu praticamente não me lembro de mim sem fazer desporto. Entrei para a natação aos 4 anos e tirando um interregno de 1 ano, nunca mais parei de fazer desporto. E sempre gostei.

A natação sempre foi o "meu" desporto. Nunca competi oficialmente (com alguma pena minha, até porque acho que teria algum potencial), mas sempre foi o meu desporto favorito. Paralelamente, e por causa da escola, por vezes praticava outros desportos (volley, badmington, futebol, sei lá), mas a natação sempre foi uma constante na minha vida. E ainda bem, porque foi a natação que me trouxe um grupo de amigos espectacular e que se mantém até hoje (apesar de já quase nenhum de nós estar a nadar).

 

Na faculdade, comecei a frequentar o ginásio. Primeiro porque no primeiro ano deixei de poder conseguir tanto à natação (e tinha que compensar com alguma outra coisa) e depois porque fui obrigada. Tenho um problema no joelho e de forma a evitar-se operação que não ia dar em nada, foi-me aconselhado a manter o ginásio, por ser uma forma de o fortalecer. E bem, embora seja a prática desportiva de que gosto menos, reconheço a sua utilidade.

 

Mais tarde, descobri a corrida. Não foi amor à primeira vista nem aderi imediatamente assim que comecei. E tive que parar algumas vezes (por causa do joelho). Mas tornou-se o meu segundo amor. Às vezes é difícil sair de casa e ir correr. Às vezes é preciso lutar mesmo contra a cabeça. Mas vale sempre a pena. Sempre.

 

Eu costumo dizer que o desporto é uma terapia. É a minha terapia. Eu tenho uma cabeça complicada q.b. e é o desporto que me ajuda a lidar com a minha cabeça (e com os problemas que de vez em quando surgem na minha vida).

É num sprint na piscina ou na estrada que liberto a minha fúria. É em 2000m em piscina ou em 5, 10, 15km na estrada que penso sobre o que vou fazer a seguir, que me animam quando estou em baixo.

 

É na piscina e na estrada que me supero. Que sei que se ali consigo ultrapassar-me, então nos outros sítios também conseguirei. 

 

Muitas vezes penso "se consegui correr uma Meia-Maratona 1 ano depois de ter lixado o joelho (nunca estive tão perto da mesa de operações), então conseguirei fazer outras coisas".

 

Conselho: se estão em baixo, se precisam de alguma coisa nova na vossa vida... Experimentem desporto :)

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D