Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

27
Set17

Corrida do Tejo

Miúda Opinativa

Estava inscrita na Corrida do Tejo há algum tempo (praticamente desde que as inscrições iniciaram) e até há 2 semanas, e à exceção de momentos menos bons do joelho, nunca considerei a hipótese de não ir. 

 

Até que há 2 semanas a minha vida deu a maior volta de sempre e estive 2 semanas sem correr. Bem, sem pegar nos ténis e ir correr. Porque corri muito, de um lado para o outro. Fui uma vez ao ginásio, na quinta-feira anterior, só para ver se dava alguma coisa. Não deu muito, mas achei que dava. E estava com vontade de ir até sábado à noite. 

 

Até que acordei no domingo e tive vontade de ficar em casa. Somatizei isso e comecei a sentir uma picada no joelho. Estive quase quase a não ir. Não tinha vontade de ir correr. Não tinha vontade de fazer nada. Mas já tinha combinado com uma antiga colega de trabalho e bem, não tinha vontade de ir, mas também não tinha vontade de desistir. 

 

Lá fui. Foi a terceira Corrida do Tejo a que fui (no ano passado, apesar de estar inscrita, não pude mesmo ir porque estava afónica e sem pulmões - aí tive mesmo que "desistir") e se calhar, foi a que custou mais. O corpo estava perro e a cabeça estava má. A cabeça não ajudava o corpo e o corpo não ajudava a cabeça. Fui mecânica e não tirei o gozo que normalmente tiro destas corridas. No final, não foi o meu melhor tempo mas também não foi o pior. No final, tive uma descarga de adrenalina (das negativas) e comecei a chorar. Não de dor física, não de contentamento. Chorei porque agora é assim. E esta, como disse, foi por ele. 

 

Mas serve este texto também para dar a minha posta de pescada sobre a corrida. Eu gosto desta corrida. O percurso é lindo e apesar das subidas, gosto. Mas há certas coisas que não consigo perceber. Não consigo perceber porque teimam em marcar a corrida para as 10h00. Estamos a falar de uma corrida que ocorre no final de Setembro, em que a probabilidade de as tempertaturas serem mais altas ainda é grande. Às 10, aquando a partida, já estava imenso calor. Durante a corrida, tive que atirar água para cima de mim. Quando cheguei, estava esbaforida de calor. A minha sorte é que nem transpiro muito. 

 

Outra coisa que não consigo perceber é porque raio só abrem uma das portas da Estação de Algés. Oferecem a viagem aos participantes - fantástico. Mas depois, só abrem o canal prioritário. Nem sei quanto tempo é que estive para conseguir sair da estação.

 

Ainda assim... Para o ano tenciono lá voltar. Joelho, não me falhes! 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D