Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Opiniões e Postas de Pescada

Opiniões e Postas de Pescada

14
Fev18

À Mesa com o Assassino

Miúda Opinativa

Acabei de ler, há uma semana, o livro "À Mesa com o Assassino", de Hans Olva Lahlum. Depois de ter dito a uma amiga que andava a ler muitos policiais nórdicos, ela ofereceu-me no Natal este livro.

 

No entanto, o interessante é que este não é o "típico" policial nórdico - ou, pelo menos, não é o tipo de policial nórdico que tenho lido. A verdade é que apesar de gostar muito de alguns policiais nórdicos, admito que a fórmula deles é muito semelhante - existe um polícia / inspector / investigador / jornalista (you name it) muito inteligente mas com alguns issues que lhe dificultam a vida e com um passado algo tenebroso. E muitas vezes, os mistérios dos livros relacionam-se com esse passado. 

 

Contudo, neste livro a fórmula muda bastante. Ambientado no final da década de 60, apresenta-nos um ambiente pós-guerra, em que a maioria das personagens viveu nesse período, trazendo para o "presente" conflitos e problemas desses anos. Por outro lado, inicialmente apresenta-nos um crime com vários suspeitos, e o trabalho do inspector (sem nenhum passado tenebroso) é descobrir quem daquelas pessoas - satélites - cometeu esse crime. 

 

A história vai-se desenrolando e vamos percebendo que todos os suspeitos, ou quase todos, teriam razões para cometer o crime e às tantas parece que estamos num jogo do Cluedo. Vão-se resolvendo mistérios do passado e vão-se criando novos mistérios até que, finalmente, se chega a uma solução. 

 

Embora tenha achado a história interessante, admito que já previa o final. Por outro lado, não consegui deixar de achar que o polícia não tinha, afinal, grandes capacidades e que o verdadeiro cérebro é a Patrícia, a jovem ajudante "informal". O que seria dele sem ela? Nada, arrisco a dizer. 

 

Ainda assim, achei que o livro está bem escrito e bem construído, apresentando os factos e o mistério nas doses certas e nos momentos adequados. 

 

Uma nota, apenas, para a editora portuguesa, que decidiu que ia pôr este título. No original, o título era "Satélites Humanos" e não "À Mesa com o Assassino"; embora este título português faça sentido, o original fazia beeeem mais sentido. Porque não mantê-lo?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D